Hipertensão arterial

A hipertensão arterial ou pressão alta é uma doença crônica determinada por elevados níveis de pressão sanguínea nas artérias, fazendo com que o coração exerça um esforço maior do que o normal para fazer o sangue fluir nos vasos sanguíneos.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde e a Sociedade Internacional de Hipertensão, são considerados normotensos (com pressão arterial normal) todos os indivíduos adultos com uma pressão arterial de 140/90 mmHg.Exceto o adulto com mais de 74 anos, onde o limite aceito é de 150/90 mmHg.

A incidência de hipertensão e a sua prevalência aumentam com o envelhecimento da população. No Brasil temos 200 milhões de habitantes, sendo que 60 milhões têm pressão alta. No caso da população maior de 50 anos, o número de pacientes com hipertensão chega a 50%. Quanto maior a idade, maior o risco do paciente se tornar hipertenso.

Para o Dr. Rafael Almeida, Cardiologista do Hospital Escola, a hipertensão arterial caracteriza-se quando a pressão que faz o sangue fluir está elevada de forma mantida. “O grande problema é que na maioria das vezes é uma doença assintomática, ou seja, o paciente não sente nada. E se esse paciente ficar mais de dez anos sem se tratar, ele pode ter conseqüências sérias, já que a hipertensão arterial é um dos principais fatores de risco para a ocorrência do acidente vascular cerebral, doença carotídea, enfarte agudo do miocárdio, aneurisma arterial, cegueira, além de ser uma das causas de insuficiência renal e insuficiência cardíaca”.

Cerca de 95% dos casos de hipertensão arterial são considerados uma hipertensão primária, ou seja, não tem uma causa definida. Enquanto 5% dos casos possuem causa e podem ser identificados e tratados. De acordo com Dr. Rafael, a melhor forma de prevenir a enfermidade é a visita regular ao médico. “A conscientização de que devemos ir ao médico mesmo sem estar com problema, é sempre necessária, para receber orientações sobre medidas de promoção da saúde e para o rastreio preventivo de doenças. A procura pelo profissional deve ser feita a partir dos 20 anos de idade, ao menos uma vez por ano, para fazer a aferição da pressão arterial”, explica o cardiologista.

É importante saber que essa doença não possui cura, somente controle. Dessa forma, uma pessoa com hipertensão deve fazer uso de medicamentos diariamente, e de maneira nenhuma deve suspender a medicação sem orientação médica, visto que o remédio de pressão é utilizado para prevenir complicações em longo prazo.

Outro ponto importante é que uma pessoa pode ter um episódio de pressão alta e não ser considerado hipertenso. “Pode acontecer um episódio pontual em um momento de estresse ou esforço, causando um pico hipertensivo. Por exemplo, se uma pessoa joga futebol e afere a pressão logo após, é normal que ela esteja aumentada, pois neste caso essa é a resposta do organismo ao esforço feito. Assim, se após o repouso a pressão normalizou, essa pessoa não é considerada hipertensa”, ressalta Dr. Rafael.

Para o diagnóstico da doença, é necessário que seja feita a aferição da pressão em pelo menos duas ocasiões, devendo haver uma condição controlada e padronizada dessa aferição, para que o médico considere que a pressão está elevada. E para que os valores sejam fiáveis, deve-se fazer a medida após um período de repouso de 5 a 10 minutos num ambiente calmo, em um momento em que o paciente não tenha praticado exercício físico, não tenha fumado, esteja sem estresse, com a bexiga vazia e não tenha se alimentado.

Para prevenir a doença, deve-se manter um peso adequado; evitar alimentação com muito sal; evitar frituras; aumentar a ingestão de frutas, legumes e verduras, assim como a ingestão de alimentos grelhados; evitar o abuso de bebidas alcoólicas (fator de risco para hipertensão); e praticar exercícios físicos regulares.

 Hospital Escola cuidando da saúde da sua Família!

Extramuro FOV

Dentro das ações realizadas pela Faculdade de Odontologia, os acadêmicos participam de atividades extra muro e de extensão. Essa semana os acadêmicos promoveram a saúde bucal na Páscoa, no projeto educação para saúde realizado no Instituto de Educação Deputado Luiz Pinto. Os alunos são acompanhados pela professora Nádia Rocha.

 

Jogos Interclasse 2017

Abertura dos Jogos Interclasse 2017, dia 17 no Centro de Esportes. O evento contou com a presença do prof. Bernardo Machado, coordenador do Centro de Esportes e do prof. Miguel Pellegrini, presidente do conselho curador da FAA, representando a Instituição e da profª Cida Monteiro, presidindo a cerimônia.

 


A Faculdade de Pedagogia comemora a nota 4 recebida pelo MEC

O curso de Pedagogia recebeu recentemente avaliadores do Ministério da Educação, a fim de validar o Ensino à Distância para o curso. A Instituição está imensamente feliz de ter recebido a aprovação e a nota 4, em uma escala de 1 a 5 (sendo 5 a nota máxima). Agora o curso também conta com a facilidade do Ensino à Distância. Mais uma vez agradecemos ao corpo docente e toda a equipe da Instituição!

I Oficina de Iniciação Científica

Na tarde de quinta-feira, a Coordenação de Pesquisa e a Coordenação de Iniciação Científica do CESVA desenvolveram junto ao corpo docente, a “I Oficina de Iniciação Científica” com o objetivo de apresentar e divulgar o Programa de Iniciação Científica. A oficina foi ministrada pelas Professoras Ana Paula Munhen (Coordenadora de Pesquisa do CESVA) e Ana Paula Aragão (Coordenadora do Programa de Iniciação Científica do CESVA) e contou com a participação de todos os cursos da Instituição.

Mexa-se na Melhor Idade

A Liga Acadêmica de Medicina do Esporte e do Exercício, junto ao coordenador prof. Leandro Raider, realizaram mais uma ação do Projeto Mexa-se na Melhor Idade, neste domingo, no Mercado Municipal. No projeto são feitos atendimentos gratuitos com aferição de pressão, glicose entre outros. Nos casos com necessidade de acompanhamento, os pacientes são encaminhados para atendimento, na quinta-feira posterior ao evento, para o médico no Hospital Escola.

 

Atividades Extra Muro FOV

Acadêmicos da Odontologia realizando atividades no Instituto de Educação. Desta vez, a unidade móvel (Odontomóvel) foi para a escola para o atendimento de alunos que necessitam de tratamento. Acompanhados pela profª Nadia Maria, os alunos realizaram a educação para saúde e escovação supervisionada.

 

Projeto de Extensão “Consultoria Educacional”

No sábado (01/04) aconteceu a primeira ação do Projeto “Consultoria Educacional” da faculdade de Pedagogia do CESVA/FAA. Alunos do curso, divididos em duas equipes, com profissionais e pais de alunos das creches Lia Coutinho, no Dudu Lopes, e Maria Conceição, localizada em Osório, se encontraram para realizar momentos de formação através do estudo “Educação Infantil: entre o cuidar e o educar e a parceria com as famílias”, enquanto as crianças participaram de momentos de recreação, possibilitando maior integração entre adultos e crianças.

A “Consultoria Educacional” é um projeto de Extensão do curso de Pedagogia, que visa dar suporte educacional a escolas e outros locais, elaborando oficinas, dinâmicas e estudos teóricos aos parceiros.

  

Projeto Dedinhos Verdes inserido no projeto Água do Rio das Flores

Em homenagem ao dia da Água, as crianças da Creche Lia Coutinho, participantes do Projeto Dedinhos Verdes, visitaram as propriedades “Sítio Terras Altas” e “Fazenda Santo Antonio do Paiol” inseridas no Projeto Água do Rio das Flores. Durante a visita, as crianças participaram do plantio de mudas de árvores nativas da Mata Atlântica, no entorno de uma das nascentes existentes no Sítio Terras Altas.

Participaram da visita, também, a Orientadora Pedagógica Aline de Souza Pereira e o proprietário rural José Walter Machado Lima, além dos coordenadores da FAA Camila Guimarães (Projeto Dedinhos Verdes) e Rynaldo Santos (Projeto Água do Rio das Flores). Os visitantes foram recebidos pela equipe de reflorestamento da empresa Acácia Amarela.